urban development

Origens e fatores da evolução urbana do Nordeste Goiano-GO

 

Resumo

Este texto foi desenvolvido com objetivo de sistematizar referências sobre a evolução urbana da região Nordeste Goiano, segundo os ciclos econômicos, relações com a ocupação do território da Capitania, Província e Estado do Goiás e a interdependência com outras regiões brasileiras. Tal iniciativa se insere numa investigação mais ampla sobre o Planalto Central. Limitamo-nos ao método da pesquisa bibliográfica, tendo a história de Goiás como objeto na tentativa de identificar aproximações com o Nordeste Goiano e a relativa importância atribuída nessa história às suas cidades.

 

Abstract

This paper was developed to bring sumarized references about the urban development in Nordeste Goiano, a region of State of Goiás in Brasil, by means of economics aspects, relations with the hole territory of the State and interdependence with the hole territory of the country. This initiative take a part in a broad investigation about a region called Planalto Central in Brasil. For this purpose we have limited to literature review method, searching for the Goiás history and within for references about the Nordeste Goiano.

 

A nova ordem urbana paulista (1960-80) e seus espaços de lazer

 

Resumo

Partindo da visão funcionalista do lazer, que surge a partir da regulamentação da jornada de trabalho, abordamos o período histórico de maior transformação da cidade de São Paulo, onde a mesma adota novos rumos de crescimento e é dotada de uma estrutura de espaços de lazer visando a atender à demanda emergente de uma cidade industrializada, com ares de metrópole. Foi no período compreendido entre 1960-80 que os planos urbanísticos foram concretizados, dando continuidade às transformações iniciadas nos primórdios do século 20 e os lazeres adquiriram um novo significado para os citadinos, levando-os a usufruírem de forma diferenciada dos espaços urbanos construídos e destinados aos lazeres.

Abstract

Starting from the functionalist view of leisure, which arises from the regulation of working hours, we discuss the historical period of major transformation of the city of São Paulo, where it adopts new directions for growth and it is endowed with a structure of leisure spaces aiming to meet the emerging demand of an industrialized city, with an air of metropolis. It was in the period between the years 1960-80 that the urbanistic plans were implemented, continuing the transformations that began in the early 20th century and the leisure acquired a new meaning for townsmen, leading them to take advantage in a different way of the urban spaces built and intended for leisure.

 

Processos territoriais e paisagem: porto na cidade de Vitória (ES/Brasil)

Resumo

O fenômeno dos portos na cidade pode ser associado às relações socioeconômicas de ordem temporal e espacial distintas, sempre balizadas por questões globais. Este artigo trata desse fenômeno em âmbito local, com abordagem sobre modernização portuária, evolução urbana e transformação do território e da paisagem da Capital capixaba (Vitória/ES/Brasil). A substituição dos antigos cais pelo porto moderno, no final do século XIX; a reestruturação urbanística e econômica da antiga vila nos moldes de praça de comércio, no século XX; a expansão e diversificação da atividade portuária em área distante do primeiro núcleo portuário da cidade, nos anos 1960; a expansão das plantas industriais e áreas retroportuárias, nas últimas décadas do século passado; e o novo ciclo de expansão da atividade portuária em esfera metropolitana, no século XXI; estão entre os fatores que modificam, de modo permanente, a reconfiguração territorial e paisagística de Vitória. Este trabalho busca elucidar o fenômeno dos portos na cidade a partir de processos históricos contextualizados na Capital capixaba, nos quais se observa a produção territorial do porto e da cidade, por meio da denominada modernização e expansão de ambos. O compartilhamento do uso do território revela de início uma relação de dependência e proximidade entre as funções do espaço urbano e a atividade portuária propriamente dita. Em seguida, se observa o afastamento funcional entre cidade e porto, contudo permanece a proximidade física e visual, a partir da evolução e ocupação urbana. Constata-se atualmente a disputa pelo território associada aos impactos socioambientais, afetando paisagem e vida urbana.

 

Abstract

The phenomenon of ports in the city may be associated with socioeconomic relations of different temporal and spatial orders, always buoyed by global issues. This article addresses this phenomenon at local level, approaching on port modernization, urban evolution and transformation of the territory and the landscape of the capital of Espírito Santo (Vitória / ES / Brazil).The replacement of old pier for the modern harbor in the late 19th century; the urban and economical restructuration of the old village in the form of trade square, in the twentieth century; the expansion and diversification of port activity in distant area from the first port city core in the 1960’s; the expansion of industrial plants and retro-port areas in the last decades of the last century; and the new cycle of expansion of port activities on metropolitan sphere, in the XXI century, are among the factors that change, permanently, the territorial and landscape reconfiguration of Vitória. This work seeks to elucidate the phenomenon of ports in the city from historical processes contextualized in the Espírito Santo’s Capital, in which we observe the territorial production of the harbor and the city, through the so-called modernization and expansion of both. The sharing of the land use reveals from the start a relation of dependency and proximity between the functions of urban space and port activity itself. Then we observe the functional separation between city and port, yet remains the physical and visual proximity, from urban evolution and occupation. Currently we acknowledge the competition for territory associated to the social and environmental impacts, affecting urban landscape and life.

Planos de desenvolvimento municipais: a importância do treinamento de profissionais pelo IBAM

Resumo

Este estudo apresenta o método empregado no Curso Especial de Metodologia de Projetos de Desenvolvimento Urbano (CEMUAM) abordando os estágios práticos da edição de 1981. Nesse ano, o curso abrangeu quatro municípios da região norte do Espírito Santo. Foi aqui utilizado como referência o Plano de Desenvolvimento Integrado (PDI) elaborado para o município de Ibiraçu. O Plano de Ação Municipal de Manacapuru (PRODAI) soma-se a esta análise, fornecendo o legado prático desse mesmo curso por meio da participação de cemuares em sua equipe. Inicialmente ntroduz aspectos sociais, econômicos e financeiros nos municípios examinados e investiga a aplicação da metodologia dentro de cada contexto específico. Para esses casos, traça sinteticamente o perfil do município como forma de contextualização, para, em seguida, comparar ambos os planos e as respectivas metodologias adotadas examinando contrastes e semelhanças entre os trabalhos realizados. Por fim, o estudo, identifica na essência dos dois trabalhos investigados, preceitos metodológicos defendidos pelo Movimento Economia e Humanismo (MEH).

 

Abstract

The focus of this study is on the methodology applied by the Special Course of Methodology for Projects of Urban Development (CEMUAM) involving the practical part of the 1981 edition of this course. In 1981 the practical experience of the CEMUAM was carried out in four municipalities of the northern region of the Espirito Santo State in Brazil. It is here considered as a reference the Plan for the Integrated Development (PDI) proposed for the municipality of Ibiraçu. The Municipal Master Plan for Manacapuru adds to this analysis by its legacy also referred to the practical part of this same course with the participation of cemuares in the team that was charge of proposing it. Social, economic and financial aspects of the municipalities are introduced and the methodological approach is examined within each specific context. A brief account of these realities is presented as a way of contextualizing them in order to allow comparisons and contrasts of both plans and their methodologies. The study concludes by identifying in the essence of the making process of the examined plans the methodological precepts of the Economy and Humanism Movement (MHE).