Memories

Café Ponto Chic e as transformações urbanas em Florianópolis memórias, cotidiano e sociabilidade

Resumo:

Na esquina das ruas Felipe Schmidt e Trajano, em Florianópolis, foi aberto, em 1948, um Café que viria a se transformar em um tradicional ponto de encontro e de sociabilidade da capital catarinense: o Café Ponto Chic. Esta cafeteria tornou-se parte constituinte do cotidiano de muitos moradores ilhéus, e acompanhou, entre um cafezinho e outro, as profundas modificações da cidade ao longo da segunda metade do século XX. À medida que Florianópolis foi adquirindo novas características, igualmente o Café foi se modificando, seja com relação ao público, ao espaço físico, ou às práticas alimentares. Através de relatos de antigos frequentadores do Ponto Chic, esta pesquisa reflete acerca de como estes sujeitos constroem memórias sobre esta cafeteria, e revelam suas práticas e táticas cotidianas efetivadas neste espaço citadino. Partindo destas experiências urbanas individuais, este trabalho investigou como as transformações urbanas no centro de Florianópolis, a partir da segunda metade do século XX, modificaram as práticas sociais que se constituíram neste estabelecimento. Ao construir uma memória sobre o Café e demais espaços de sociabilidade, os entrevistados relatam não apenas sobre o cotidiano e a vida social no centro da cidade, mas também sobre suas vidas e experiências, construindo, dessa maneira, uma identidade sobre si mesmos.

 

Abstract:

On the corner of Felipe Schmidt and Trajano, in Florianópolis, was opened in 1948, a Cafe that later turn into a traditional meeting point and sociability of Florianópolis: Café Ponto Chic. This cafeteria became a constituent part of everyday life of many people, and accompanied, between a coffee and another, the deep urban changes that the city passed over the second half of the 20th century. As the city was acquiring new characteristics, also the Cafe was changing. Through reports of Ponto Chic’s frequenters, this research reflects on how these citizens build a memory about this coffee shop, and reveal their daily practices and tactics realized in this city space. This paper has investigated how urban transformations in Florianópolis, from the second half of the 20th century, changed the social practices that constituted in this establishment. The frequenters talks not only about the daily life and social life in the city downtown, but also about their lives and experiences, building, in this way, an identity upon themselves.