Leisure Spaces

A nova ordem urbana paulista (1960-80) e seus espaços de lazer

 

Resumo

Partindo da visão funcionalista do lazer, que surge a partir da regulamentação da jornada de trabalho, abordamos o período histórico de maior transformação da cidade de São Paulo, onde a mesma adota novos rumos de crescimento e é dotada de uma estrutura de espaços de lazer visando a atender à demanda emergente de uma cidade industrializada, com ares de metrópole. Foi no período compreendido entre 1960-80 que os planos urbanísticos foram concretizados, dando continuidade às transformações iniciadas nos primórdios do século 20 e os lazeres adquiriram um novo significado para os citadinos, levando-os a usufruírem de forma diferenciada dos espaços urbanos construídos e destinados aos lazeres.

Abstract

Starting from the functionalist view of leisure, which arises from the regulation of working hours, we discuss the historical period of major transformation of the city of São Paulo, where it adopts new directions for growth and it is endowed with a structure of leisure spaces aiming to meet the emerging demand of an industrialized city, with an air of metropolis. It was in the period between the years 1960-80 that the urbanistic plans were implemented, continuing the transformations that began in the early 20th century and the leisure acquired a new meaning for townsmen, leading them to take advantage in a different way of the urban spaces built and intended for leisure.