Discurso Profissional

Ao longo do último século, afirmaram-se esferas de competência de urbanistas, planejadores, e outros atores. Todavia, o estabelecimento do discurso profissional com respeito à cidade é ancestral. Por discurso entende-se, aqui, todo tipo de produção de conhecimento, seja ele analítico ou propositivo, na forma de textos, projetos, planos, entre outros. A autoridade atribuída a esses discursos se ampara ora em regulamentações legais, ora no capital simbólico. Nesta sessão cabem trabalhos abordando o papel do profissional na produção do espaço urbano, bem como naquela das narrativas a respeito deste.

A obra de Roberto Burle Marx em Brasília: o papel do paisagista moderno na capital modernista

 

A obra de Roberto Burle Marx em Brasília: o papel do paisagista moderno na capital modernista

Eixo Temático: Discurso profissional

O deslocamento do ofício do arquiteto e do urbanista na experiência de Oregon: uma série

 

O deslocamento do ofício do arquiteto e do urbanista na experiência de Oregon: uma série

Eixo Temático: Discurso profissional

Construção da indistinção: Os “Arquitetos Licenciados” e a cidade de São Paulo (1870-1933)

 

Construção da indistinção: Os “Arquitetos Licenciados” e a cidade de São Paulo (1870-1933)

Eixo Temático: Discurso profissional

Resumo

Este artigo pretende colocar na berlinda a intensa atuação de construtores ainda hoje na penumbra da história recente de São Paulo. Conhecidos como ‘Práticos Licenciados’ ou ‘Arquitetos Licenciados’ (construtores sem diploma de engenheiro-

Rem Koolhaas, por uma cidade genérica

 

Rem Koolhaas, por uma cidade genérica

Eixo Temático: Discurso Profissional

Plano de “humanização” para Curitiba: propostas e contradições no planejamento da cidade

 

Resumo

As transformações urbanas aplicadas em Curitiba ao longo da década de 1970 promoveram alterações significativas na paisagem e na infraestrutura da cidade. Entre as principais obras destacaram-se: implantação de área exclusiva para pedestres na Rua XV de Novembro, melhoramentos das praças, ampliação das áreas destinadas ao lazer, grandes parques públicos, abertura de avenidas, novo sistema de transporte, implantação da Cidade Industrial de Curitiba — CIC, entre outros projetos. Na perspectiva dos técnicos e idealizadores, as intervenções promoveram a denominada “humanização” da cidade, possibilitando o crescimento ordenado e disciplinado da capital paranaense. Este artigo analisa as contradições e os impactos sociais das transformações, investigando os discursos dos técnicos envolvidos e destacando diversas interpretações sobre a produção do espaço.

 

Abstract

Urban transformations applied in Curitiba during the 1970s promoted significant changes in the landscape and infrastructure of the city. Among the main works stood out: Deploying pedestrianized area in Rua XV de Novembro, improvements to parks, expansion of areas for leisure, large public parks, opening avenues, new transport system, implementation of the Industrial City of Curitiba among other projects. In view of the technical and creators, interventions promoted called “humanization” of the city, allowing the orderly and disciplined growth of Curitiba. This article examines the contradictions and the social impacts of changes, investigating the discourses of the technicians involved and highlighting different interpretations about the production of space.

 

Planos de desenvolvimento municipais: a importância do treinamento de profissionais pelo IBAM

Resumo

Este estudo apresenta o método empregado no Curso Especial de Metodologia de Projetos de Desenvolvimento Urbano (CEMUAM) abordando os estágios práticos da edição de 1981. Nesse ano, o curso abrangeu quatro municípios da região norte do Espírito Santo. Foi aqui utilizado como referência o Plano de Desenvolvimento Integrado (PDI) elaborado para o município de Ibiraçu. O Plano de Ação Municipal de Manacapuru (PRODAI) soma-se a esta análise, fornecendo o legado prático desse mesmo curso por meio da participação de cemuares em sua equipe. Inicialmente ntroduz aspectos sociais, econômicos e financeiros nos municípios examinados e investiga a aplicação da metodologia dentro de cada contexto específico. Para esses casos, traça sinteticamente o perfil do município como forma de contextualização, para, em seguida, comparar ambos os planos e as respectivas metodologias adotadas examinando contrastes e semelhanças entre os trabalhos realizados. Por fim, o estudo, identifica na essência dos dois trabalhos investigados, preceitos metodológicos defendidos pelo Movimento Economia e Humanismo (MEH).

 

Abstract

The focus of this study is on the methodology applied by the Special Course of Methodology for Projects of Urban Development (CEMUAM) involving the practical part of the 1981 edition of this course. In 1981 the practical experience of the CEMUAM was carried out in four municipalities of the northern region of the Espirito Santo State in Brazil. It is here considered as a reference the Plan for the Integrated Development (PDI) proposed for the municipality of Ibiraçu. The Municipal Master Plan for Manacapuru adds to this analysis by its legacy also referred to the practical part of this same course with the participation of cemuares in the team that was charge of proposing it. Social, economic and financial aspects of the municipalities are introduced and the methodological approach is examined within each specific context. A brief account of these realities is presented as a way of contextualizing them in order to allow comparisons and contrasts of both plans and their methodologies. The study concludes by identifying in the essence of the making process of the examined plans the methodological precepts of the Economy and Humanism Movement (MHE).

Grandes projetos urbanos: a apologia do distante e o receio do perto

Resumo

Discute-se aqui a explicitação de entendimentos sobre a implantação de Grandes Projetos Urbanos (GPUs). Por gerarem impactos ostensivos na malha urbana, por reunirem grandes somas de recursos financeiros e por envolverem diversos agentes com interesses igualmente diversos, os GPUs são submetidos a constante análise social, econômica e política, além do escrutínio projetual de praxe. O artigo fundamenta-se em estudos dos seus autores sobre diferentes perspectivas assumidas frente a GPUs; aqui, os autores priorizam o entendimento de uma seleção da mídia impressa e contemporânea às obras de Haussmann, em Paris, da segunda metade do século XIX. O artigo parte de três pressupostos: (I) a tradicional crítica hoje observada em relação a essas grandes intervenções urbanas já era observada em momentos pretéritos, indicando assim um conjunto de características que lhes são intrínsecas e polêmicas, ainda que em geografias distintas; (II) o debate sobre GPUs é, por mais das vezes, extremado e não permite nuanças; e (III) na análise do observador distante, a apologia prevalece, talvez sugerida pelas qualidades da monumentalidade; já na análise daquele que lhe é próximo, persiste a crítica severa. O material utilizado foi uma seleção de artigos do jornal The New York Time que discutem as obras da chamada modernização de Paris, sob a responsabilidade de Haussmann. O debate e a conclusão se fundamentam sobre esse material e reiteram os pressupostos adotados.

 

Abstract

That is a discussion on understanding made clear about Large Urban Projects. Due to the fact they generate ostensible impacts in the city, put together large amount of financial resources and a myriad of different interests, they are constantly scrutinized according to their social, economic, political and architectural features. Article is based on authors previous studies on the different approaches this kind of project is

commonly deserved. For this article, authors prioritize the understanding made explicit by the media (newspaper) contemporary to Haussmann’s works in late 19th century Paris. Article refers to three main presuppositions: 1) the traditional criticism currently observed towards large urban projects may also be observed in previous experiences, regardless to cities and countries they are built; 2) debate on these

projects are exacerbated and refute conciliatory approaches; and 3) if taken by a distant observers, they tend to be presented as positive, probably influenced by the monumentality appeal; if taken by close observers, they are generally regarded as problematic. Debate and conclusion are made upon these sources and confirm presuppositions previously adopted as a guideline for the research.

Páginas